E agora… quando será que sai o edital do BB?

Depois de meses de más notícias, acho que já dá prá começar a pensar no novo edital, de novo.

concurso público

No início do segundo semestre do ano passado (o fatídico 2016), o Banco vinha dando sinais que um novo concurso estava prá sair.

A situação política e econômica do país recrudesceu e virou no que virou… e o BB foi junto… troca presidente, troca diretoria, antecipação de uma reestruturação que estava ainda em gestação, fechamento de agências, extinção de cargos, realocação de pessoas, redução de custos… uma série de medidas com a intenção de reposicionar o banco para os desafios deste e dos próximos anos.

A pergunta que muita gente de dentro e de fora do banco deve estar se fazendo é:

Precisava tudo isto?

Eu acredito que precisava… quem sabe não com tanta urgência e profundidade, mas alguma coisa precisava ser feita para enquadrar o BB no cenário que vem pela frente.

Tanto que todo este processo de reestruturação não nasceu da noite para o dia… não foi porque trocou o governo e o presidente do banco, que ele caiu no colo dos funcionários em poucos dias. Este processo já vinha sendo pensado há algum tempo, e certamente foi antecipado e aprofundado seguindo as novas diretrizes do governo de plantão.

Sobre isto não há o que se fazer, não temos nenhuma interferência nisto… Inês é morta.

E onde é que temos interferência? Na nossa vida… e precisamos dar um rumo à ela, levando em conta o novo cenário, construído pelas pessoas que interferem nela.

A reestruturação teve início no final do ano passado… já fecharam as agências, ja realocaram boa parte dos funcionários que perderam cargos (por extinção ou por fechamento), e estamos passando pela terceira onda, onde o banco procura acomodar as últimas melancias na carroça… está em curso mais uma tentativa de movimentação de pessoal, agora com possibilidade de ascensão (a onda anterior era somente para remoção no mesmo cargo, ou cargo semelhante, não podia crescer na carreira… lateralidade, como chama o banco).

Esta onda deve durar mais uns dias, e novamente as concorrências voltam ao seu estado normal… quem quer concorre, e quem pode nomeia. Isto deve acontecer já à partir de fevereiro.

Não sei o que virá depois… quais medidas foram cogitadas e ainda não se sabe se serão aplicadas. Mas vamos saber logo, logo.

Uma coisa é certa: depois desta última onda de movimentação de pessoal, o banco terá um desenho bem próximo da realidade, em termos de existência e necessidade de funcionários.

E, a não ser que venha mais um enxugamento (via PDV, que foi um dos boatos na época do anúncio das medidas, e que não foi feito – o que houve foi um plano de incentivo à aposentadoria, e não de demissão voluntária), já dá pro banco começar a pensar como é que vai fazer prá colocar funcionários aonde ainda está precisando.

Precisamos entender melhor como tudo isto aconteceu…

Quando a reestruturação começou, o banco tinha uma dotação (quantidade de funcionários que ele pode ou quer ter), de mais ou menos 115 mil funcionários, e uma lotação (quantos funcionários tem de fato), bem próxima aos 115 mil.

O que ele fez na reestruturação?

Ele extinguiu alguns cargos comissionados em agências (Gerente de Negócios e Assistentes, por exemplo)… e o pessoal que detinha estes cargos dançou. Fechou uma penca de agências, e o pessoal que estava nestas agências… também dançou.

Reduziu a dotação de muitas agências, órgãos e direção geral, e incentivou o pessoal que já estava aposentado pelo INSS ou próximo de se aposentar, a cair fora, dando uma grana prá quem achasse que era um bom negócio sair naquele momento… muitos saíram (os tais 9 mil), entre eles, muitos que tiveram a comissão extinta, muitos que perderam o cargo porque a agência onde ele estava fechou, e muitos que ja não estavam mais gostando de trabalhar no banco.

Beleza… com esta bagunça toda, o banco conseguiu reduzir o seu quadro em 9 mil funcionários e ajustou a dotação nas agências que queria.

O pessoal que perdeu cargo ou o local de trabalho (pela extinção ou pelo fechamento), ou saiu saiu no PEAI, ou foi relocado na segunda onda (pro lado), ou está sendo realocado agora, com ascensão… e alguns vão voltar a ser escriturário na agência que escolherem, por não terem conseguido se realocar… deu prá entender como funciona a coisa?

Ainda tem os escritórios de negócios (que estão centralizando o atendimento da PJ), e as tais agências digitais, que estão centralizando o atendimento dos clientes mais abastados (mas isto é assunto prá outro artigo)… que também acolheram alguns funcionários que ficaram pendurados no pincel.

Como eu disse lá atrás: se nenhuma outra tsunami vier pela frente, a coisa tende a se acomodar… e o banco terá o desenho de suas necessidades em termos de novos funcionários.

Como não é difícil perceber, os funcionários que não sairam e perderam seus cargos, estão tentando se arrumar com as relocalizações. Eles estão tentando conciliar os seus interesses com o do banco e, em muitos casos, estão se ajeitando.

Aqueles que não tinham cargo prá perder (escriturários, por exemplo) mas perderam a cadeira (fechamento da agência), se não quiseram sair da cidade onde estavam (o banco não tem como obrigar), se empuleiraram nas agências próximas… e, em alguns casos, aproveitaram prá ir prá onde queriam.

No final das contas, as cidades que tiveram agências fechadas, ficaram com funcionários suficientes ou até sobrando, e as agências mais do interior (onde não foram fechadas agências), mesmo com a redução de dotação, provavelmente ficaram com vagas.

É muito provável que sobrem vagas depois de toda esta bagunça.

Só que… poucas vagas… nas agências menores, do interior… mas… algumas vagas!

E o banco não tem meios internos de colocar funcionários que não querem ir prá estas vagas… então elas vão sobrar… e ainda, com o passar dos dias, outras vagas vão acabar abrindo com mais aposentadorias, mortes, demissão espontânea ou forçada… então vão sobrar vagas, com certeza… poucas, mas vão sobrar.

É aqui que eu quero chegar.

Como é que o banco vai completar as vagas na sua dotação?

Ou chamando quem já está aprovado (tem 2 concursos ainda valendo, mas vencendo este ano), desde que as vagas estejam nas microrregiões que tem candidato aprovado, ou abrindo novo concurso para os locais onde não tem reserva de aprovados.

E isto vai acontecer… não já, já… mas logo.

Eu apostaria no segundo semestre (aliás, já disse isto)… e o segundo semestre está logo ali na frente.

São poucos meses… prá esperar… e para se preparar.

Quem já está estudando pode ficar mais sossegado (se não desistiu, ou parou de estudar depois de tantas más notícias), é só continuar no ritmo e aguardar.

E quem parou de vez, ou quem não está preparado?

Vai ter que esperar o próximo concurso depois do próximo… infelizmente.

Não tem lugar prá todo mundo, e também não tem lugar prá quem não estiver bem preparado, a menos que tenha muita sorte no dia da prova.

Então se você quer realmente passar no concurso. Se você realmente está disposto a encarar trabalhar fora da sua cidade (a não ser que já esteja no interior). Se você está realmente a fim de encarar um trabalho estressante (mas com um salário e benefícios razoáveis), não pode ficar esperando sair o edital prá começar a estudar… não vai dar tempo.

O banco sabe que está cheio de gente querendo trabalhar lá, e não está nem um pouco preocupado se você está estudando ou não… a hora que resolver soltar o edital, vai ser prá ontem.

Foi pensando em tudo isto, que resolvi retomar os artigos aqui no blog… depois de tantas más notícias, achei que estava na hora de dar um up no seu ânimo.

E também reativar o meu curso preparatório das matérias bancárias para o BB.

Resolvi fazer 2 coisas:

1… colocar aqui em cima da página, bem no alto do blog, uma nova página… a QUIZ… é um quiz mesmo, com perguntas sobre o conteúdo do curso… tipo um simulado das matérias que vão cair na prova.

e 2… dar prá quem responder todas as perguntas, um desconto de 50% no preço do meu curso (se não quiser fazer o curso não tem problema, pode só responder o quiz… ou pode dar o curso de presente prá alguém que você goste).

Você pode checar como anda a sua preparação pro concurso, e ainda reforçar o seu estudo com um curso feito por um ex-gerente geral do BB.

Fique à vontade.

Abraço

64 Comentários

  1. Lucas Muniz

    Boa tarde Marco!
    Duas perguntas:
    Qual a porcentagem de acerto na prova você considera “tranquilo” para a convocação. Sei que depende muito da macrorregião, mas no geral, qual sua opinião?
    BB ou CEF, qual o melhor para se trabalhar?

    • Oi Lucas,
      Olha, o pessoal fala aí pelos fóruns que mais de 80% dá prá passar… eu também acho, entre 80 e 85%.
      Quanto ao qual é o melhor prá trabalhar eu não saberia te dizer… trabalhei só no BB. Tenho amigos na Caixa, mas é difícil um parâmetro.
      Eu diria que os 2 tem vantagens e também desvantagens um em relação ao outro.
      Como não deve ter concurso prá Caixa antes do BB, eu ficaria no BB por enquanto… quanto se definir a situação da caixa, voltaria a pensar no assunto.
      abraço

  2. Luan Fabrício

    Olá marco, parabéns pelo blog!! Passo sempre por aqui pra ver se tem novidades. Tenho uma dúvida, ter o “nome sujo” no SPC pode prejudicar na convocação no BB??

    • Oi Luan,
      Valeu a visita e o comentário!
      Olha Luan, se você olhar nos grupos de concurseiros por aí, eles vão dizer que não… que é ilegal, que é só entrar na justiça, que o banco não pode impedir a posse por estar com o nome registrado nos órgãos de proteção ao crédito, e tal.
      Só que… sempre tem um mas ou um só que… o banco pode investigar antes de te convocar, e decidir não convocar, com base no “nome sujo”, e aí, se você entender justo, procura seus direitos.
      Ou você pode ser convocado, tomar posse, e depois disto o pessoal descobre que você tem restrição de crédito (você vai ter que abrir conta no banco, pelo menos prá receber o seu salário), e te dá um ultimato: você tem que regularizar a situação. Ou te dispensam durante o período de experiência.
      Eu não consigo julgar se isto é certo, ou justo… mas sempre pensei, enquanto trabalhava lá, que é muito complicado você trabalhar numa instituição de crédito e não ter crédito… é mais uma questão moral e ética do que qualquer outra coisa.
      O que é certo é que no código de ética e nas normas de conduta do banco, isto é considerado um dever do funcionário… manter seu nome limpo.
      Agora, prá responder objetivamente: pode ser que barre a posse ou não, dependendo do local que te convocar, já que são os funcionários de lá que vão te qualificar.
      Na dúvida, o melhor é tentar regularizar antes da qualificação, prá evitar transtornos.
      Outra coisa, o funcionário que assume mediante uma decisão judicial não é bem visto pelos demais funcionários.
      Beleza?
      abraço

  3. Eduardo Batelli

    Olá Marco! Aprovada a lei da Terceirização!
    E agora?
    Será que o banco vai preferir contratar terceiros (mão de obra mais barata,sem obrigação pagar honorários trabalhistas,etc) ou fazer concurso, sabendo que tem poucas vagas?

    • Oi Eduardo,
      Já respondi a esta pergunta várias vezes, desde ontem, em alguns canais do passenobb…
      Não dá prá saber ainda qual vai ser a postura do BB em relação à terceirização.
      Existem muitas possibilidades de terceirização de atividades nos bancos… muitas, inclusive, já são terceirizadas.
      O que ainda não dá prá prever, é se o banco vai incrementar a mão de obra de terceiros, inclusive em suas atividades fim… caixas, vendas, seguridade, áreas de suporte, engenharia, tecnologia, etc… como eu disse, muitas áreas podem ser terceirizadas.
      Temos que aguardar um pouco prá ver qual será a reação das empresas e órgãos públicos.
      Tem que aguardar também prá ver se a coisa vai pegar (a Lei)… se não vai chover ações na justiça contra a Lei… ou manifestações (político odeia manifestações e também a possibilidade de perder votos e a teta).
      Enfim… temos que aguardar… mas é certo que, do jeito que foi aprovada, pode impactar forte… não só no concurso do BB, mas em todos.
      abraço

      • Luiz Sergio

        Bom dia Marco, reparei que vc citou “outros canais do passeinobb”, como assim? tem outras plataformas alem do blog?

        • Oi Luiz,
          Eu recebo muitas perguntas por e-mail e mensagens no Facebook… por isso falei em outros canais.
          Tem a página no Face, no G+ e no Youtube, mas eu uso elas mais prá replicar o conteúdo do blog.
          Abraço

  4. Michel

    E o concurso agora com a PL 4302/98? O que o senhor acha?

    • Oi Michel,
      Vou apenas reproduzir o que tenho publicado nos canais:
      Agora é tarde prá chorar… a indignação deveria ter acontecido antes da aprovação.
      Dá prá fazer alguma coisa?
      Dá… use as redes sociais para pressionar os políticos que você elegeu… ligue prá ele, mande e-mail, poste nas redes sociais dele, na página dele, assine as petições que estão rolando (tem várias) contra o projeto, vá nas manifestações que certamente vão acontecer… deixe claro pra eles que nunca mais irá votar neles (político odeia isto).
      Vai dar certo?
      Sinceramente não sei… mas é por conta desse nosso conformismo e apatia que essa corja está fazendo o que quer.
      De qualquer forma, pior não fica (neste caso específico, não esqueça que ainda tem a reforma da previdência e trabalhista, que vai por uma pá de cal em todos nós).
      Então vá à luta e não fique só assistindo.
      Com relação aos concursos… sim, claro que vai afetar novos concursos… não dá ainda prá saber o quanto, mas vai.
      abraço

  5. Lucas Muniz

    Bom dia Marco!
    Ontem (22 de março) a Câmara aprovou um projeto que permite terceirização irrestrita nas empresas. Você acha que isso pode prejudicar nos concursos, principalmente do BB e CEF?
    Aproveito para perguntar também se você, com toda experiência no concurso do BB, acha que devo estudar pra redação e inglês agora, pois deixei essas matérias mais pra perto do edital.
    Desde já agradeço!

    • Oi Lucas,
      Publiquei lá na página do passenobb do face o que eu acho sobre a terceirização e sua influência nos futuros concursos.
      Resumindo aqui:
      Agora é tarde prá chorar… a indignação deveria ter acontecido antes da aprovação.
      Dá prá fazer alguma coisa?
      Dá… use as redes sociais para pressionar os políticos que você elegeu… ligue prá ele, mande e-mail, poste nas redes sociais dele, na página dele, assine as petições que estão rolando (tem várias) contra o projeto, vá nas manifestações que certamente vão acontecer… deixe claro pra eles que nunca mais irá votar neles (político odeia isto).
      Vai dar certo?
      Sinceramente não sei… mas é por conta desse nosso conformismo e apatia que essa corja está fazendo o que quer.
      De qualquer forma, pior não fica (neste caso específico, não esqueça que ainda tem a reforma da previdência e trabalhista, que vai por uma pá de cal em tudo).
      Então vá à luta e não fique só assistindo.
      Com relação aos concursos… sim, claro que vai afetar novos concursos… não dá ainda prá saber o quanto, mas vai.
      Quanto a estudar para redação e inglês… acho melhor deixar prá mais perto do edital.
      abraço

  6. Lucas

    Marcos, muito obrigado por nos dar notícias realistas e ao mesmo tempo nos ajudar a manter a esperança, espero muito por esse concurso, tomara que realmente tenha…

    • Beleza Lucas, valeu a visita e os comentários.
      Esteja sempre à vontade…
      Vamos torcer… um dia acontece.
      abraço

  7. Thiago

    Olá Marco!

    Primeiramente parabens pelo bom trabalho atraves do site, muito bom mesmo!!

    Pergunto: Se for aprovado na camara (e sancionado pelo Presidente Michel Temer) o projeto de lei que permite a terceirização irrestrita de todas as atividades (atividades fim e atividades meio tanto no setor público quanto no privado), voce acredita que seria o fim do concurso do Banco do Brasil?

    Sendo os novos trabalhadores contratados sem concurso?

    • Oi Thiago,
      Valeu o comentário e a visita.
      Olha, primeiramente Fora Temer…
      Depois, vamos torcer para esta monstruosidade não ser aprovada… ela é do tempo do FHC, e estava engavetada até que o novo presidente da Câmara resolver desenterrar o projeto.
      Sim. Ele é temeroso não só para o BB, mas para todos os concursos…
      Pense com a cabeça do gestor de uma repartição pública, que tem que administrar aquele povo todo, e no meio sempre tem os que não estão muito interessados ou preocupados com os problemas do seu patrão (o público que, no final das contas, é quem paga o servidor público).
      Já fui servidor público, então não é uma crítica… é que tem gente que não está nem aí com nada… e no BB também tem bastante gente que não está nem aí prá nada… já fui gestor no BB, e sei bem o que estou falando.
      Então não se iluda… além de empregar todos os apadrinhados do governo de plantão, a terceirização é o sonho de muitos gestores, que podem chamar e despachar qualquer funcionário, sem nenhum tipo de restrição.
      O loby é muito grande e muito forte.
      Eu acho que boa parte dos concursos vão rarear e com muito menos vagas, se passar o projeto… mas é só o meu achismo, ok.
      abraço

  8. Douglas Gonçalves

    Marco, você pediu informações sobre convocações aí em cima… Bem:

    As micros 49, 50 e 51 (Todas do Piauí) chamaram um total de 19 pessoas, ontem (dia 10).

    Antes de ontem foram chamadas 9 pessoas no Sergipe (estância).

    Essas pessoas zeraram o cadastro 2014/002 de Sergipe e Piauí, que eram os últimos estados que também estavam no edital 2015 e que ainda não haviam zerado…

    Agora, do edital 2014, temos pessoas apenas dos estados não contemplados no 2015, e o 2015 ainda não convocou ninguém.

    Estados do 2015: Piauí, Ceará, RN, Paraíba, Pernambuco, Sergipe.
    Os estados do 2014 que ainda não zeraram eu não lembro, mas esses que citei acima (no 2014), já zeraram, falta só começar a chamar do novo…

    Lembrando que ceará e Pernambuco não convocam desde dezembro de 2015 e Paraíba não convoca desde meio do ano passado (as datas batem com a data em que esses estados ficaram zerados no 2014, por isso não sei se dá pra o 2015 se animar ainda…).

    • Oi Douglas,
      Valeu pelas informações, tenho certeza que será útil prá muitas pessoas.
      abraço e obrigado!

  9. Eduardo Reis

    Olá Marco,

    Eu fiz uma pergunta há pouco tempo sobre as convocações dos aprovados do concurso 2014.2(Microrregião 50). Bom! Hoje, dia 10 de março, eu fui convocado, bem como todas as pessoas do cadastro de reserva do certame no estado do Piauí. Não se isso serve como incentivo aos que esperam por um novo concurso, mas pelo menos é um indício de movimentação do Banco, e também dá alguma esperança para quem aguarda sua convocação em outros estados.

    Eduardo Reis.

    • Oi Eduardo,
      Parabéns!!!
      Garanto que vai alimentar a esperança dos que estão na fila.
      Acho que as coisas começam a aparecer… era meio previsível que isto fosse acontecer, não tem jeito de segurar a falta de funcionários por muito tempo… só não dava prá saber quando isto aconteceria… ainda bem que aconteceu agora.
      Boa sorte Eduardo e a todos que estão sendo chamados.
      abraço

      PS. se tiver um tempinho, fale mais sobre o caso (quais as cidades da micro? quantos foram chamados? enfim… o que puder ajudar outros leitores.

      • Eduardo Reis

        Foram 5 convocados na minha Microrregião, que é a 50(Teresina), mais 5 na 49(Parnaíba) e 6 na micro 51(Picos). Todos foram convocados no dia 10/03. Eu pesquisei pela Micro de Curitiba (33), que era a que mais chamava, mas não vi nenhuma convocação. O fato é que no Piauí Foram 16 convocados, e assim zeraram todo o cadastro do concurso 2014.2. Não observei em outras regiões. Quanto as cidades, as 3 primeiras convocações foram para cidades muito perto da capital, eu, por exemplo, ficarei numa cidade a cerca de 40 km de Teresina (Altos), depois foram as cidades de José de Freitas, Campo Maior e Amarante. Ainda há o concurso 2015.1 que,acredito agora, comece a convocar também, visto que além do Piauí, havia só mais um estado do nordeste(Não lembro qual), não tinha zerado o cadastro. Então talvez comecem as convocações do 2015.1.

        • Valeu Eduardo,
          Pode estar certo que as suas informações serão úteis prá muitas pessoas daqui.
          abraço e obrigado!

  10. Fábio

    Olá Marcos!
    Gosto muito das suas publicações e o acompanho desde o ano passado. Aproveitei meu desemprego em 2016 e foquei só na preparação pro concurso, que em meio a várias reviravoltas, me fez parar de estudar e voltar a trabalhar na minha área.
    Há algum novo rumor (conversas de corredor no banco) que possibilitem ter a esperança de um concurso nos próximos meses?

    • Oi Fábio, valeu a força!!!
      Cara, não tem nada… nem boato…
      Continuamos prevendo pro último trimestre do ano… quem sabe?
      Abraço

  11. Lucas Muniz de Almeida

    Boa noite Marco!
    As cidades maiores (Rio, São Paulo, BH) tem mais vagas, porém a concorrência é maior. As cidades menores tem menos vagas e menos concorrentes. Isso faz muita diferença?

    • Oi Lucas,
      É verdade… cidades maiores, mais candidatos, melhores condições de estudo, mais vagas… maior concorrência.
      Já nas cidades menores, menos gente disposta a morar no interior, menores condições de estudo, menos vagas… menor concorrência.
      Isto é o que acontece normalmente, como também é normal os candidatos buscarem as microrregiões menos concorridas para fazer a prova e, por consequência, trabalhar depois de aprovado.
      Em virtude das medidas recentes na reestruturação do BB, eu acredito que para o próximo concurso, seja lá quando sair, as vagas estarão mais presentes nas pequenas cidades, e em menor quantidade nas grandes cidades (eu falo sobre isto no artigo)… então, prá quem realmente quer trabalhar no banco, e não só está procurando um emprego estável (via concurso), deve se preparar prá se mudar para o interior.
      abraço

  12. Sérgio Borges

    Boa tarde Marcos, vendo o comentário do rapaz sobre o vale alimentação, me veio uma duvida.
    esse valor, é cumulativo? posso “juntar” esse vale alimentação como se fosse dinheiro? e você falou que recebe em um cartão; posso ter mais de um cartão? tipo um comigo e outro com meus pais e esse vale pode ser transferido de cartão pra cartão? abraço…

    • Oi Sérgio,
      O valor é cumulativo sim, o que não utilizar num mês fica acumulado para o seguinte… e assim sucessivamente.
      Você pode ter um cartão para o vale alimentação e outro para o vale refeição, que são verbas distintas, que você pode direcionar até um certo limite… tanto prá refeição e tanto prá alimentação.
      Então, você pode ficar com o refeição (tipo prá almoço, lanche, etc), e deixar o alimentação (mercado, panificadora, etc) com seus pais… a transferência de valores entre eles não é possível, mas você pode determinar o quanto (percentual) do benefício você vai receber em cada um deles (tipo 30% no refeição e 70% no alimentação, por exemplo, até o limite determinado).
      Beleza?
      abraço

  13. Gabriel

    Marco tudo Bom?
    Gostaria de saber dias coisas:
    1- quando sai o edital o concurso costuma ser depois de 3 meses certo.Mais após ser o concurso e a prova quanto tempo leva para se sair o resultado e para chamar o pessoal aprovado?
    2-O Banco da algum auxílio com relação a estudos (como faculdade), tipo ajuda a pagar mensalidade a van essas coisas?
    Obrigado pela atenção e parabens pelo trabalho!

    • Oi Gabriel,
      Tudo bem contigo?
      Olha, é mais ou menos por aí… prova 60, 90 dias depois do edital, mas não é regra não, é só o que tem acontecido… tradição.
      O resultado sai na sequência da prova, acho que a data do resultado já sai no edital.
      Agora, quanto a chamar os aprovados… isto depende exclusivamente do banco… não tem regra nem tradição, fica a exclusivo critério do BB.
      Com relação a estudos, o banco tem alguns incentivos, principalmente relacionados à concessão de bolsas parciais… tanto para graduação, pós, mestrado e doutorado… van, não.
      abraço

  14. Jonas

    Olá Marco, o edital 2015.1, para o nordeste, tem validade até dezembro deste ano (2017), porém nenhuma convocação foi feita, atualmente 0 candidatos convocados, uma situação que beira o absurdo. Diante desse quado é possivel pensar em novo concurso do bb no segundo semestre? E vc acha que os candidatos aprovados no cadastro de reserva do edital 2015.1 serão aproveitados? Situação angustiante…

    • Oi Jonas,
      Valeu a visita e o comentário.
      Olha, eu acredito que quando o BB lançou este concurso, logo na sequência do anterior, para as mesmas localidades, o planejamento era outro… imagino que houvesse, na época, um motivo para replicar o concurso.
      De lá prá cá, muita coisa mudou… no país e no banco.
      Hoje a situação é outra… e não sabemos qual é o planejamento do banco para os próximos meses/anos… isto sem contar na boataria que corre pela internet.
      Não dá prá saber o que vem por aí…
      Mas eu continuo acreditando que o banco terá que chamar novos funcionários para suprir as vagas que, certamente, sobrarão depois que a tsunami passar… e isto deve demorar ainda o primeiro semestre e o início do segundo.
      Pode ser que tenham vagas na micro que você se inscreveu…pode ser que não… eu realmente não sei, e ninguém sabe.
      Se sobrarem vagas, acredito que vão chamar, mas será tudo pro interiorzão, onde vão sobrar as vagas.
      A mesma situação é com relação a um novo concurso… se tiver que fazer, prá suprir as outras regiões que não tem concurso válido, o banco vai fazer… não tem motivo prá não fazer.
      A coisa está no limite do atendimento em grande parte das agências, principalmente naquelas que não conseguem manter funcionários (leia-se interior).
      O banco não vai correr o risco de inviabilizar de vez o seu atendimento.
      Ainda vai continuar angustiante por uns meses, até porque não acredito que a reestruturação tenha acabado… o banco ainda está forçando a barra para relocalizar os funcionários que sobraram depois da perda de comissão, ou do fechamento de agências.
      Acredito que até o final deste mês este processo seja concluído… daí vamos ver o que vem pela frente.
      Infelizmente a situação é mais ou menos esta… não há o que fazer… é esperar e torcer.
      abraço

  15. Rayman

    Boa noite, Marco.

    Há boatos que o Banco já vai lancar mais um PDV em breve. Tem algo concreto nisso ai? Como andam as suas fontes? rsrsrs Creio que afetaria o concurso né? Abracos

    • Oi Rayman,
      Olha existe o boato mesmo… coisa prá este primeiro semestre.
      Aliás, este boato existe desde o ano passado… só que não é “mais um PDV”… o que aconteceu no final do ano passado e início deste foi um plano de aposentadoria incentivada, o que está em boato agora é um plano de demissão voluntária (é diferente do PEAI), já que não precisa estar em condições de se aposentar… é só estar dentro do público alvo e pode sair, se quiser.
      Não consigo avaliar se isto é bom ou ruim para um próximo concurso… depende do que o banco tem em mente… renovar o quadro ou simplesmente diminuir…
      Vamos aguardar os próximos capítulos.
      abraço

  16. Gabriel

    Marco tudo bom?
    Fiquei com a seguinte dúvida.No Banco ganha-se um vale alimentaçáo ,pelo que vi é um valor de 1300.
    Gostaria de saber se este vale é um cartão ou dinheiro que se ganha?
    E este vale posso somente gastar com alimentaçao (como supermercado,lanchonetes,…) Ou posso gastar em outras coisas como aluguel,lojas,etc…como se fosse um adicional do salário para se gastar no que quiser não somente com alimentação.
    Obrigado pela atenção!

    • Oi Gabriel,
      Sim o BB paga o vale refeição/alimentação via cartão Alelo… não paga em dinheiro.
      Pela lei que regula o fornecimento de vale refeição/alimentação, e como o próprio nome do auxílio diz, eles só podem ser utilizados para aquisição de víveres… ou seja, alimentação e refeição (nem produtos de limpeza, higiene, bebidas e tal… só alimentação).
      Mas, como estamos no Brasil, tudo é possível e tolerável…
      Tanto o cara que paga quanto o que recebe podem optar por não cumprir a lei… mas aí já é questão de cada um… e observe que ninguém bate panela para estas “pequenas” corrupções.
      Parece que este tipo de coisa é perfeitamente natural e tolerável… mas é ilegal.
      abraço

      • Gabriel

        Entendi,pensei que seria um auxílio total, não somente comalimentaçao (sendo somente o nome do auxilio).obrigado pela atenção!

  17. Jessica

    Olá, tudo bem? Nada de novidades nesses
    Últimos dias sobre o concurso Banco do Brasil?

    • Oi Jessica… tudo parado (pelo menos de novidades sobre novo concurso)… embora lá dentro a coisa esteja pegando fogo.
      Continuamos no aguardo.
      abraço

      • Jessica Daldin

        Obrigada pela atenção.
        Esse ano provavelmente não teremos novo certame então?

        • OI Jessica… difícil afirmar sem medo de errar.
          Não há nenhuma previsão de concurso neste primeiro semestre, mas pode ser que aconteça alguma coisa mais pro fim do ano… só especulação… nenhuma informação.
          abraço

    • Oi Lucas,
      Já tinha lido esta e outras matérias semelhantes nos últimos dias.
      Ao invés de responder aqui nos comentários, vou postar um artigo falando sobre o tema, ok… aguarde.
      abraço e valeu a colaboração.

  18. Gabriel

    ola Marco tudo bom,gostaria de saber assim. Ao ser aprovado no banco do brasil, depois de 1ano e meio posso pedir tranferência, com isso conseguiria vir pra mais perto da minha cidade natal.Mas com o tempo eu vou ser transferido?Ou somente serei transferido sobre a minha vontade ou aprovação(o banco me obriga a ser transferido?).Sei que cargos mais altos estão sujeitos a tranferência, mais qual seria o cargo mais alto(e consequentemente com maior salário) que posso atingir sem correr o risco de ser transferido?

  19. Mateus Moreira

    Olá Marco, tenho uma duvida pequena duvida, em relação a microrregião, olhando os últimos editais dá pra ver que cada micro tem algumas cidades, essas cidades, eu posso supor que cada uma delas tem agência ? e confirmando isso, posso supor também que cada uma delas pode ter uma vaga por agência ? E quanto mais interior é a micro, mais giro de funcionários tem ?

    • Oi Mateus,
      Valeu a visita e o comentário.
      É isto mesmo… as cidades que aparecem nas micro são as que tem agência do banco (as que não tem agência, não aparecem no edital).
      Com relação à vagas em cada uma delas, já não é verdade… pode ter ou não.
      Como o banco agora é obrigado a divulgar as vagas, vai aparecer no edital a quantidade de vagas para preenchimento imediato, provavelmente por microrregião, isto não quer dizer que tenha vagas para todas as agências da micro, ok.
      Normalmente é assim… quanto mais pro mato, mais os funcionários querem sair de lá… faz sentido.
      abraço

  20. Murilo Gazzo

    Marco, me tira uma dúvida. A respeito do valor de alimentação que um escriturário recebe (R$ 1.280,00), de que forma ele é pago, em cartão? Tem que ser exclusivamente gasto em alimentação ou existe alguma forma de converter em dinheiro? Abraço.

    • Oi Murilo,
      O vale alimentação/refeição é pago via cartão Alelo, e ele é concedido para custear a alimentação/refeição dos funcionários (isto é o que diz a lei que instituiu o vale alimentação no Brasil).
      Não tem como converter em dinheiro no banco…
      Alguns estabelecimentos aceitam (ilegalmente) que você adquira outros artigos que não alimentação, depende deles.
      Também tem estabelecimentos que “convertem” o vale em dinheiro (trocam), mediante um deságio no valor (depende… varia de 5 a 10%, mais ou menos… também ilegalmente).
      Tem funcionários que moram com os pais ou familiares, e trocam o vale com eles… os pais ficam com o vale e o funci com o dinheiro que seria gasto com o vale.
      Então, em tese e segundo a legislação, o vale refeição é pago via crédito em cartão no último dia útil de cada mês (no BB), e só pode ser utilizado na aquisição de gêneros alimentícios, de limpeza e higiene.
      Beleza?
      abraço

  21. Murilo Gazzo

    Olá Marco. Mais uma dúvida. Você sabe dizer o valor que é descontado da remuneração de um escriturário hoje? Acho que são 2.650 + uns 1.200 e pouco de alimentação (vale + auxílio), só desconta no caso em cima desses 2.650 correto? Abraço.

  22. Jessica

    Olá, você acredita em um possível edital para o início do segundo semestre?

    • Oi Jessica,
      Olha é difícil fazer uma previsão exata… não creio que saia já no início do semestre, quem sabe mais para o início da primavera… quem sabe?
      abraço

  23. Sérgio Borges

    Boa tarde Marco, fico feliz pela sua volta… ainda mais com tanta expectativa gerada pela comunidade bb sobre o segundo semestre. confesso que depois do baqui (por mais esperado que ele foi, vc até mesmo antecipou), dei uma paradinha pra ver tv, acessar internet, sair… essas coisas de pessoa normal(^^). Mas ja estou retomando aos poucos, umas 4 horinhas aqui, outras 3 ali….o fato é que esse post me pois nos trilhos!!! retomando o gás com a motivação lá em cima!!!
    obrigado pelo post. espero velo em breve com mais notícias quentes.

  24. Michel

    Olá Marco, o senhor não acredita em abertura de concurso para cidades grandes como o RJ?

    • Oi Michel,
      Valeu a visita e o comentário.
      Olha Michel, no edital o banco vai colocar todas as cidades, não tem com deixar de fora, mas acredito que não vai ter vagas para as grandes cidades.
      Ao que tudo indica, as cidades maiores (não só as capitais) devem estar com seus quadros completos, ou com pouquíssimas vagas.
      Tem que pensar em mobilidade, aliás, um dos principais requisitos para crescer o banco e, ao que parece, para entrar também.
      abraço

  25. Murilo Gazzo

    Olá Marco. Você escreveu: ”Se você está realmente a fim de encarar um trabalho estressante”… minha dúvida é: estressante em que nível? Por causa das metas? Tenho ouvido alguns amigos bancários reclamarem do estresse, poderia falar um pouco mais a respeito? Abraço.

    • Oi Murilo,
      Valeu a visita e o comentário.
      É estressante… algumas pesquisas dizem que o trabalho bancário está entre os 3 mais estressantes.
      Lidar com o público (nem sempre amigavelmente), com as metas, com chefe cobrando o tempo todo, com a possibilidade de ser assaltado, sequestrado… e por aí vai.
      Tem gente que lida com tudo isto numa boa… vai prá casa e esquece… e tem quem não desliga o tempo todo.
      Então, o estresse existe, depende de como cada um lida com isto.
      Valeu?
      abraço

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *